Brasil Fit https://brasilfit.com.br Loja de Acessório Fitness Sat, 05 Oct 2019 03:45:47 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=5.2.4 https://brasilfit.com.br/wp-content/uploads/2019/10/Logotipo-1.png Brasil Fit https://brasilfit.com.br 32 32 Por que os clientes satisfeitos vão embora? https://brasilfit.com.br/por-que-os-clientes-satisfeitos-vao-embora Sat, 07 Sep 2019 06:26:59 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=6753

BLOG – BRASIL FIT

Por que os clientes satisfeitos vão embora?

Guilherme Kiihn

Este artigo aborda a importância que é dada aos resultados dos índices de satisfação de clientes de uma empresa que atua no segmento fitness. Os gerentes observaram, depois de uma pesquisa realizada com seus clientes, a importância aos dados expostos. Chegaram a uma conclusão: clientes totalmente satisfeitos são aqueles fiéis a marca, já os clientes apenas satisfeitos são sensíveis ao preço e são mais vulneráveis aos concorrentes. Mas a grande descoberta foi em relação aos 5% de totalmente insatisfeitos com os serviços. Conceitualmente, através de uma simples conta aritmética podemos considerar que: 10 clientes insatisfeitos por semana, cada um contando para outros 10, em um total de 52 semanas por ano, numa progressão matemática, ao final de um ano, serão 5.200 a descobrir o motivo da insatisfação.
Nesse sentido, resolver o problema é mais barato que investir em clientes que já estão satisfeitos.
Dentro de um mercado competitivo, o relacionamento satisfação-lealdade de clientes que não estão totalmente satisfeitos, tendem a correr para o lado mais fácil, gerando a falsa fidelidade. Muitas empresas acabam ganhando esses clientes “falsos” e custará muito caro para a empresa mantê-los.
Outras pesquisas de medição de lealdade dos clientes são frequentemente abordadas em empresas de segmentos como companhias aéreas, hospitais e operadoras de telefonia.
Nas companhias aéreas, os clientes são retidos principalmente pelos horários dos voos e cartões de fidelidade. Nos hospitais, o paciente de atendimento programado atualmente não consegue trocar a data, horário ou local no meio de um tratamento, e por tanto, ele tende a iniciar e terminar no mesmo local. A escolha do hospital é normalmente determinada pela indicação do médico e convênios de saúde. Já as operadoras de telefonia, são as empresas que tem maior base de informações sobre seus clientes. Foi concluído que a satisfação parece ter pouco impacto sobre a lealdade, já que as práticas hoje adotadas entre elas são similares, e o que encontramos é a famosa Política do Balde Furado.
O grande esforço de marketing das empresas, principalmente orientada para serviços, é o relacionamento de longo prazo com seus clientes, buscando saber interpretar os níveis de satisfação e explorar suas experiências, usando algumas táticas de retenção como:

  • Contato estreito;
  • Criar relacionamento confiante;
  • Monitorar o processo do serviço;
  • Ensinar os clientes a usarem o seu negócio;
  • Estar presente quando for necessário;
  • Oferecer esforços além da obrigação;
  • Atitude e mentalidade orientadas para a excelência do serviço.
    Nesse ínterim, podemos classificar os clientes como: Apóstolos, Lealistas, Desertores,Terroristas, Mercenários e os Reféns (estes últimos são os melhores amigos e os piores inimigos de uma empresa).
  • Os Lealistas e os Apóstolos são os totalmente satisfeitos. E por tanto, são os divulgadores da empresa e os mais fáceis de satisfazer;
  • Os Desertores e os Terroristas são aqueles totalmente insatisfeitos. É importante notar que nessa categoria de clientes, tiramos deles as melhores experiências de aprendizado rumo a satisfação total;
  • Os Mercenários são aqueles que desafiam as regras de Lealdade, pois mesmo estando totalmente satisfeitos, ainda assim procuram sempre os preços baixos e muitas das vezes, compram por impulso. Custa caro conquistar estes clientes;
  • Os Reféns são aqueles que passam pela pior experiência e aceitam a situação. Não querem ter trabalho para corrigir os erros. Eles são perigosos, pois podem devastar a moral e a marca da empresa, gerando grandes custos.
    Estamos vivendo a Era do Relacionamento Sustentável e por tanto, a empresa que compreende o perfil dos seus clientes, buscando sempre customizar estratégias e ações de relacionamento orientadas para o longo prazo, será aquela que terá maior nível de resultado e satisfação perante o cliente no o dia a dia.
    A melhor forma de atingir a maximização dos lucros é trabalhando na retenção, buscando atingir níveis altos de satisfação. Usar e abusar de ferramentas como o CRM, Pesquisas Qualitativas e Quantitativas, Capacitação contínua perante Treinamentos foco com seus Funcionários, visando sempre identificar Lacunas de Qualidade, buscando a Interação, a Diferenciação e a Personalização dentre as distintas formas e práticas de Serviços. A Inteligência de Negócios deve ser seu maior aliado como o grande fator Chave de Sucesso.
    Gostou deste conteúdo? Alguma dica em especial te ajudou a pensar fora da caixa? Compartilhe sua experiência conosco por e-mail ou no Fale Conoco via website da Brasil Fit

Artigo publicado na Revista Fitness Magazine 

Autor do Artigo: Raphael Alvarilhão
Doutor em Administração de Negócios | ESEADE (Buenos Aires)
Mestre em Marketing de Serviços | ESPM (Rio de Janeiro)
MBA em Gestão e Logística Empresarial | IPOG (Goiânia)
MBA em Gestão e Liderança Empresarial (Franklin Covey/IPOG)
Master Coach | Academia Internacional de Coaching

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Ciência descobre e revela que Exercícios de alta Intensidade rejuvenescem o corpo. https://brasilfit.com.br/ciencia-descobre-e-revela-que-exercicios-de-alta-intensidade-rejuvenescem-o-corpo Wed, 14 Aug 2019 17:52:15 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=6159

BLOG – BRASIL FIT

Ciência descobre e revela que Exercícios de alta Intensidade rejuvenescem o corpo.

Guilherme Kiihn

Pesquisadores americanos podem ter descoberto uma maneira bem prática de retardar o envelhecimento. Eles concluíram que exercícios de alta intensidade podem deixar uma pessoa nove anos mais jovem do que a idade apresentada em sua certidão de nascimento.

O estudo, publicado no periódico Preventative Medicine, relaciona o envelhecimento do ser humano com os telômeros das células. A principal função dessa estrutura é impedir o desgaste do material genético e manter o cromossomo estável. O problema é que, cada vez que uma célula se reproduz, os telômeros encolhem e quanto mais eles diminuem de tamanho, mais uma pessoa envelhece.

Para saber o que influencia o encolhimento dos telômeros, os cientistas examinaram os dados de 5.823 adultos que participaram da Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC). Uma das informações fornecidas foi o comprimento do telômero.

De acordo com a pesquisa, os voluntários com telômeros mais curtos – ou seja, com sinais de envelhecimento celular maiores – também tinham um estilo de vida sedentário. Já as pessoas que faziam exercícios físicos de alta intensidade tinham os telômeros mais compridos e, consequentemente, mais jovens.

Não é novidade que um estilo de vida mais saudável retarda a deterioração das células. No entanto, não basta fazer exercícios leves duas vezes por semana para manter seus telômeros compridos. Na realidade, homens precisam se exercitar cinco vezes por semana por 40 minutos ao dia e as mulheres necessitam de 30 minutos diários.

“Adultos que fazem exercícios de alta intensidade têm uma vantagem de envelhecimento biológico de nove anos sobre adultos sedentários”, segundo o estudo. “A diferença no envelhecimento celular entre aqueles com alta e baixa atividade também foi significativa (8,8 anos). Os cientistas não encontraram diferenças consideráveis entre os telômeros de quem tinha uma rotina de exercícios mediana e de quem não se exercitava.

Mais estudos

Além do telômero, outra célula parece ter um papel importante no envelhecimento do corpo humano. Outro grupo de cientistas americanos descobriu recentemente que as mitocôndrias e os ribossomos também podem influenciar na “idade” das células.

Ribossomos são conhecidos por produzir as proteínas das células e as mitocôndrias realizam a respiração celular, um processo necessário para que a célula obtenha energia. À medida que o ser humano envelhece, a capacidade das mitocôndrias de gerar energia diminui.

Segundo os pesquisadores, é possível reverter esse quadro com exercícios de alta intensidade alternado com períodos de descanso, também conhecido como treinamento intervalado de alta intensidade (HIIT).

Para chegar a esse resultado, os cientistas recrutaram 36 homens e 36 mulheres e os dividiram em dois grupos: um com idades entre os 18 anos e os 30 anos e outro com idosos entre os 65 anos e 80 anos. Depois, os pesquisadores dividiram as equipes em três times de idade mista: um precisou fazer exercícios intenso com intervalos, o segundo fez musculação e o outro fez uma combinação dos dois.

Vale dizer que o HIIT envolveu três dias por semana de ciclismo mais dois dias por semana de exercício em esteira. A massa muscular, a sensibilidade à insulina e a composição das células musculares foram comparadas com um grupo que não fez qualquer treinamento por um período de 12 semanas.

Os pesquisadores concluíram que o exercício intenso produziu maiores benefícios em nível molecular, tanto para os idosos quanto para os jovens. Segundo eles, as células dos voluntários mais velhos começaram a gerar energia a uma taxa comparável às células de corpos muito mais jovens.

Sreekumaran Nair, autor do estudo e cientista da Mayo Clinic, recomenda que as pessoas façam o HIIT se querem retardar o envelhecimento. “Porém, eu acredito que seria ainda mais benéfico se elas pudessem fazer 3-4 dias de exercício intenso e dois dias de musculação.”

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Taxa de Obesidade no Brasil é a maior dos últimos 13 anos https://brasilfit.com.br/taxa-de-obesidade-no-brasil-e-a-maior-dos-ultimos-13-anos-2 Wed, 14 Aug 2019 17:48:40 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=6155

BLOG – BRASIL FIT

Taxa de Obesidade no Brasil é a maior dos últimos 13 anos

Guilherme Kiihn

Uma pesquisa realizada recentemente e publicada em Julho/2019 pelo Ministério da Saúde revelou que mais da metade da população brasileira encontra-se acima do peso, a maioria, adultos, nas faixas etárias entre 25 e 34 anos, e 35 a 44 anos. Os dados são alarmantes, uma vez que a obesidade, uma doença crônica não transmissível, configura um fator de risco para diversas doenças, tais como hipertensão, diabetes e até mesmo câncer.

O mau hábito alimentar do brasileiro tem início na infância. Várias pesquisas apontam, ainda, que uma em cada três crianças apresenta sobrepeso, e isso se deve ao fato de que a ingestão de alimentos ultra processados dá-se já nos primeiros anos de vida. Segundo a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde (2016), mais de 40% das crianças menores de cinco anos consomem refrigerante regularmente, e 60,8% das menores de dois anos têm acesso a biscoitos ou bolachas recheadas.

A obesidade é um dos grandes desafios do século XXI na área da saúde, tanto em países desenvolvidos quanto nos subdesenvolvidos. Desde a infância, grande parte da população já insere alimentos ricos em açúcares e gorduras na dieta, isto, somado ao fato de que a comodidade da vida moderna induz cada vez mais ao sedentarismo, causa um estado alarmante de prevalência da doença.

A vida agitada nos centros urbanos também contribui para o aumento dos casos de obesidade. A falta de tempo, falta de espaço para a prática de atividades físicas ao ar livre, trânsito, violência, tudo isso influencia na qualidade de vida da população. As crianças já não praticam esportes com regularidade, atividade que, muitas vezes, é substituída pelo uso frequente de aparelhos eletrônicos. Dessa forma, a taxa de obesidade no país passou de 11,8% para 19,8%, entre 2006 e 2018, conforme informou a Pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito telefônico (Vigitel), divulgada no último dia 24.

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
A importância da avaliação física para o processo de treinamento https://brasilfit.com.br/importancia-da-avaliacao-fisica Wed, 28 Nov 2018 17:06:56 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3985

BLOG – BRASIL FIT

A importância da avaliação física para o processo de treinamento

Guilherme Kiihn

Antes de fazer qualquer tipo de exercício, é importante se atentar para a necessidade de uma avaliação física e médica, antes de tomar a decisão de qual modalidade praticar. Isso porque um check-up geral pode apontar doenças ou limitações que vão influenciar diretamente na sua rotina de treinos e até mesmo na elaboração do seu padrão de exercícios.

Vale notar que a avaliação física somente deve ser feita por um profissional capacitado, que consiga identificar suas condições físicas no início e no decorrer da vida como atleta. Dessa forma, os dados coletados vão ajudar na elaboração do cronograma de atividades, bem como na comparação com o progresso ao longo dos meses trabalhados.

Acessórios de avaliação física

Em um geral, o processo de avaliação física te coloca a frente de acessórios como o adipômetro científico, a balança de bioimpedância, o paquímetro com mandíbula retrátil, a trena de fibra simples, além de outros, que aumentam ainda mais a precisão dos resultados e apontamentos a respeito de sua condição física. Com isso, será mais fácil que o profissional consiga levantar:

  • avaliação de força, resistência e flexibilidade;
  • avaliação cardiorrespiratória;
  • medidas antropométricas (dobras cutâneas, percentual de gordura, circunferências);
  • peso;
  • altura;
  • avaliação postural e funcional;
  • limitações físicas e contraindicações;

Avaliação física e o acompanhamento

Se você ainda é novo nessa etapa, lembre-se que esse processo pode e deve ser realizado a cada final de ciclo de treinamentos, o que geralmente dura de 6 a 8 semanas. Como dito anteriormente, essa é mais uma forma de acompanhar sua evolução e reorganizar sua rotina de acordo com os objetivos que já foram cumpridos e com aqueles que ainda precisam de mais dedicação. Ou seja, a avaliação física ajuda no início, no meio e no fim de qualquer projeto físico.

Para ter ainda mais resultados durante sua vida como pessoa ativa, não deixe de lado mais essa alternativa para manter a saúde em dia e a evolução em andamento. Converse com seu professor e procure todas as informações necessárias para fazer sua avaliação física e adequar seus programas de treinamento!

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Quais os benefícios das artes marciais para a saúde e o bem-estar? https://brasilfit.com.br/beneficios-das-artes-marciais Wed, 28 Nov 2018 16:50:19 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3979

BLOG – BRASIL FIT

Quais os benefícios das artes marciais para a saúde e o bem-estar?

Guilherme Kiihn

Criadas para auxiliar na defesa dos praticantes em situações de perigo, as artes marciais acumulam técnicas e práticas de luta sofisticadas que, ao longo dos anos, foram evoluindo para se tornar muito mais do que uma simples atividade física. Hoje é claro como as modalidades visam o desenvolvimento psicológico, moral e até mesmo espiritual dos indivíduos, seja qual for o seu estilo ou forma de treino.

Filosofia das Artes Marciais

Vindas de diversos países e com filosofias particulares, atualmente as artes marciais são consideradas uma boa alternativa para quem busca praticar esportes e trabalhar o equilíbrio corporal. Isso porque o princípio das lutas é que “a mente rege tudo”, ou seja, o corpo só pode conquistar certos avanços se a mesma for trabalhada com dedicação e afinco. Por isso, muitas vezes essa é a escolha certa para crianças, adultos e idosos, já que estabelece um padrão que pode ser bem executado por todos.

Dentre os principais benefícios das lutas, estão:

  • Melhora na flexibilidade corporal
  • Melhora do condicionamento físico
  • Trabalha a mente
  • Combate desequilíbrios emocionais
  • Estimula a coordenação motora
  • Tonifica o corpo
  • Previne doenças

Como praticar?

Como utilizam diferentes ensinamentos, o trabalho físico dentro das artes marciais exige proteções básicas como o famoso Tatame de EVA, o Protetor Bucal e a Luva Bate Saco. Os acessórios combinados a rotinas clássicas, como alongamentos e aquecimentos, facilitam ainda mais a prática e evitam que o aluno se machuque de forma desnecessária.

Vale lembrar que, durante a aula, o atleta deve se manter focado 100% do tempo e manter-se sempre atento à execução de seus movimentos. Com isso, há a maior probabilidade de usar técnicas e equipamentos como aparador de chutebandagem sacos de pancada a seu favor.

Unindo todos esses acessórios ao esforço pessoal, o aluno pode – além de se desenvolver fisicamente – combater transtornos como depressão e déficit de atenção, doenças cardiovasculares, obesidade e até mesmo doenças articulares. Como a palavra-chave do esporte é “superação das limitações”, o principal desafio é lutar contra si mesmo e superar o que limita sua potencialidade individual. Por isso, o resultado é a definição de um processo muito mais complexo do que parece ser.

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Fitness no Brasil https://brasilfit.com.br/fitness-no-brasil Tue, 06 Nov 2018 20:49:24 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3972

BLOG – BRASIL FIT

Fitness no Brasil

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Brasil conta com 33 mil academias. Mercado fitness, mesmo próspero, exige conveniência e criatividade de quem quer empreender https://brasilfit.com.br/brasil-conta-com-33-mil-academias-mercado-fitness-mesmo-prospero-exige-conveniencia-e-criatividade-de-quem-quer-empreender Mon, 29 Oct 2018 02:17:31 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3967

BLOG – BRASIL FIT

Brasil conta com 33 mil academias. Mercado fitness, mesmo próspero, exige conveniência e criatividade de quem quer empreender

Guilherme Kiihn

O brasileiro está imerso na onda fitness, o que abre espaço para todo tipo de inovação em equipamentos, vestuário, alimentação e serviços. A busca pela boa forma se reflete na economia: o país é o 2º maior no segmento de academia, atrás apenas dos EUA. Por aqui, já são mais de 33 mil estabelecimentos dedicados à atividade física em funcionamento, de acordo com a ACAD. São mais de 8 milhões de alunos matriculados, o que gera uma receita de US$ 2,5 bilhões. O objetivo agora é sair do lugar comum e agregar conveniência ao treino.

Dentro deste universo, as opções atendem todas as tribos e bolsos. Existem as academias com grife, como Body Tech e Cia Athletica, que investem em estruturas de luxo e abraçam clientes dispostos a desembolsar um tíquete médio mais alto. Do outro lado da balança, a rede Smart Fit aposta em um sistema com unidades espalhadas em diversos pontos, com uma tabela de preços em que malhar custa mais barato do que a assinatura de TV à cabo.

Apesar de se mostrar um filão de mercado atrativo, quem resolve empreender neste segmento esbarra em um desafio – conquistar a assiduidade do aluno. O impulso de se matricular em uma academia reflete a vontade de sair do sedentarismo e um modelo idealizado de qualidade de vida, popularizado pelos digital influencers. Para fazer da atividade física uma rotina, é necessário mais do que este impulso inicial.

Na prática, apenas 3,7% dos alunos permanecem treinando após um ano de matrícula. “As academias lotadas, a necessidade de revezar equipamentos, as atividades repetitivas, a demora para perceber resultados e a falta de atenção dos professores estão entre as principais queixas de quem desiste da rotina de malhação”, aponta Wallace Baracho, profissional de educação física da Bodypulse.

Diversificar, investir em nicho, reduzir tempo, agregar tecnologia e mimos ao treino tem sido a arma de empresas como a Bodypulse, que iniciam suas operações, na concorrência por um lugar ao sol. O studio se empenha em encantar o aluno desde o primeiro contato. A começar pela aparência que em nada lembra uma academia tradicional. Na recepção, café expresso e revistas para aguardar a avaliação do profissional de educação física. A decoração clean conta com piso de madeira para deixar tudo mais aconchegante. A estrutura traz ainda vestiários que lembram os de boutiques e banheiros dignos de um hotel com direito itens de perfumaria. A play-list combina rock, MPB e música clássica, mas sempre pode ser personalizada pelo aluno.

“ São 20 minutos de treino semanal que trabalham mais de 300 músculos sendo um excelente treino de força. A economia de tempo e otimização de resultados, que aparecem mais rápido do que em treinos tradicionais, faz a nossa tecnologia ideal para a rotina corrida dos grandes centros”, avalia Leonardo Souza, sócio da Bodypulse.

A empresa que adota a tecnologia de eletroestimulação em seus dois estúdios, localizados na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, tem um plano orgânico de expansão que visa a abertura de suas duas primeiras unidades em São Paulo ainda para o primeiro semestre de 2019. Além de outras 20 unidades próprias, nos próximos dois anos, com investimento de R$ 10 milhões.

“A tecnologia de eletroestimulação ainda está conquistando seu espaço no Brasil, o que nos abre possibilidades enormes de expansão. Na Alemanha, por exemplo, a marca pioneira deste tipo de treino conta com operações espalhadas por todo país, sendo 50 unidades apenas no sudeste ”, diz Leonardo Souza, sócio da Bodypulse.

A formatação do modelo de negócios da Bodypulse foi pensada para ser facilmente replicada e já mira na abertura para franqueados com expansão para outros estados do sudeste. Mas tudo sem perder a identidade de atendimento personalizado. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising, há mais de 6.000 franquias relacionadas à vida saudável em atividade.

Website: http://www.bodypulse.com.br

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Academias investem em segmentação para driblar onda low-cost https://brasilfit.com.br/academias-investem-em-segmentacao-para-driblar-onda-low-cost Sat, 20 Oct 2018 04:45:29 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3902

BLOG – BRASIL FIT

Academias investem em segmentação para driblar onda low-cost

Guilherme Kiihn

A expansão da rede Smart Fit, modelo de academia baixo custo, obrigou todo setor a se reinventar. Com planos mensais de R$ 59,90, a Smart Fit engoliu concorrentes e se tornou a maior rede de academias do país.

“Esse mercado não era atendido. Só existia academia de rico. A gente resolveu atender essa turma menos favorecida, entregando um produto top. Essa foi a grande ideia”, afirma Edgard Corona, presidente e fundador do Grupo Bio Ritmo e Smart Fit.

Mesmo na liderança, o grupo também tenta se manter atualizado para oferecer aos clientes serviços cada vez mais personalizados.

“Trabalhando fortemente nos últimos anos para melhorar a Smart Fit, e quando você a melhora, ela passa mais consistência e coloca um pouco de pressão nessas academias tradicionais. Nós tivemos que nos reinventar tanto na Smart quanto na Bio Ritmo”, diz.

Bio Ritmo trabalha com o objetivo de oferecer experiências aos alunos durante as aulas. O grupo criou um modelo chamado de “Mall Fitness”, que são micro academias dentro das próprias unidades. Neste conceito, o aluno pode comprar cada treino (custa 45 reais cada um), sem precisar pagar mensalidade. São cinco tipos de exercício, cada um com seu propósito. O “Race Bootcamp”, por exemplo, é realizado em uma sala com iluminação diferenciada e com sensibilidade térmica. Das 30 unidades, 18 já contam com essas atividades. As outras estão sendo preparadas.

“As academias tradicionais têm um projeto que possui uma linguagem só. Na sala de ginástica, o cara também faz musculação, tudo com a mesma cara. Nós entendemos que o cliente não quer apenas fazer aula. Ele quer viver uma experiência. Deixamos o espaço mais lúdico, mais motivante”, diz Corona.

A Runner também tenta se adequar às novas exigências do consumidor, mas sem aderir ao modelo de baixo custo.  “Não faria sentido para nós partir para o modelo ‘low cost’, ignorando toda a expertise de 30 anos de prestação de serviços. Por tudo isso, hoje atuamos com academias menores, com serviços cada vez mais diferenciados e usando tudo o que a tecnologia oferece de mais moderno para nossos clientes”, diz Patrícia Madureira, nova CEO da Runner.

Segmentação

Para lidar com as mudanças do setor, muitas academias preferiram se especializar e oferecer serviços para públicos específicos. Esse é o caso das unidades focadas em faixa etária (bebês ou idosos), gênero (só mulheres) e atividades (natação ou yoga).

Baby Gym, por exemplo, foca nos bebês. Aberta em 2016, tem hoje quatro unidades (três no Rio Grande do Sul e uma no Rio de Janeiro) e atende crianças de dois meses a quatro anos.

“A gente trabalha com atividades que desenvolvem a parte motora, física, o raciocínio, sensorial, emocional e social. E as mães participam das aulas. Elas aprendem como fazer atividades para o bebê, para ele ficar em pé, engatinhar, sustentar a cabeça, rolar. Cada mãe faz a atividade”, diz Luciana Vidal, proprietária da loja de Niterói.

Em São Paulo, a Vincere visa os idosos. A média de idade dos 150 alunos matriculados na academia é de 60 anos. De acordo com o proprietário, Carlos Pascotto, 70% dos clientes têm mais de 60 anos.

“É um mercado crescente. Eu identifiquei essa carência, depois o bairro que tinha o perfil de compra [Moema, no caso] e comecei a desenvolver protocolos de adaptação desses treinamentos para esse público. Eu consigo personalizar um treino para cada um”, afirma Pascotto, que ressalta a importância do acompanhamento de perto desse público.

“Os nossos equipamentos são todos de baixo impacto na realização de movimento. Eu tenho protocolos de atendimento e vivo muito de patologia. Esses alunos já carregam alguma coisa crônica e não podem fazer um exercício que qualquer um faz. Após uma avaliação, a gente descobre os pontos-gatilho e trabalhamos no fortalecimento e na estabilização segmentar para evitar lesões em outras áreas”, afirma.

Contours, por sua vez, foca especificamente nas mulheres. A rede norte-americana desembarcou no Brasil em 2004 e tem hoje 19 unidades no Brasil, sendo 14 em São Paulo. Elaine Pereira, gerente de operações da empresa, diz que há planos de expansão, já que o setor voltou a aquecer neste ano depois do baque que sofreu em 2015, sobretudo por causa dos problemas econômicos do país.

Ela conta que uma academia segmentada para mulheres fideliza a cliente e oferece um ambiente com maior privacidade. “A mulher é mais emocional. Algumas não gostam de academias convencionais porque, às vezes, alguns homens ficam olhando. Além disso, temos aparelhos específicos para mulheres e oferecemos um ciclo de acompanhamento para elas”, diz.

Para Marcus Quintella, professor da FGV (Fundação Getúlio Vargas), essas academias segmentadas têm tudo para prosperar, visto que o público quer, cada vez mais, um serviço específico, que atenda justamente aquilo que está buscando.

“O sujeito que entra numa academia tradicional paga um bom dinheiro e vê muita coisa. Mas ele pode pegar 50 reais e fazer apenas o que quer numa academia menor”, afirma Quintella. “Vemos academias gigantes, com espaços monstruosos, caríssimos. Elas não vão conseguir um número de alunos para sustentar tudo isso”, diz.

 

Fonte: https://veja.abril.com.br/economia/academias-investem-em-segmentacao-para-driblar-onda-low-cost/

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
O Brasília Capital Fitness 2018 acontece em setembro! https://brasilfit.com.br/o-brasilia-capital-fitness-2018-acontece-em-setembro Sun, 07 Oct 2018 20:38:32 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3800

BLOG – BRASIL FIT

O Brasília Capital Fitness 2018 acontece em setembro!

Guilherme Kiihn

Brasília receberá entre os dias 27 e 30 de setembro, mais uma edição do Brasília Capital Fitness, que irá ocorrer no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

Para esta edição, o CEO do Capital Fitness, Fábio Padilha, reservou algumas novidades, trazendo para o evento palestras e cursos com renomados profissionais vindos de todas as partes do Brasil.

Entre os cursos, destacam-se o workshop Mindfulness, Empreendedorismo, Digital Capital Fitness, Técnicas de Vendas, Módulo de Gestão, Fisioterapia Esportiva, Capital Nutri, Terceira Idade, Módulo Kids e Escolar, Módulo de Strong, Natação Infantil, Treinamento Funcional, Emagrecimento e muitos outros.

Haverá ainda competições, como a VII Copa Capital Fitness Fisiculturismo, a eleição da musa e do mister Capital Fitness, D’Games, Campeonato Brasiliense de Deadlifting, luta de braço e supino, a premiação dos Profissionais do ano, Rodada de Negócios e mais: Capital Cheer, Cozinha Saudável, Capital Acrobacias e Capital Calistênia.

Além da super feira de esportes, nutrição, equipamentos e acessórios –, e para participar das aulas que serão ministradas com o apoio de grandes academias da cidade, entre elas o super aulão fit dance, a maior aula de kangoo jumps do Brasil, o aulão de zumba e o Festival das Academias/ Fitness Xperience.

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>
Pesquisa aponta tendências para o Mercado Fitness em 2018 https://brasilfit.com.br/pesquisa-aponta-tendencias-para-o-mercado-fitness-em-2018 Sun, 07 Oct 2018 20:34:31 +0000 https://brasilfit.com.br/?p=3794

BLOG – BRASIL FIT

Pesquisa aponta tendências para o Mercado Fitness em 2018

Guilherme Kiihn

A pesquisa de tendências da ACMS – American College of Sports Medicine é publicada há 12 anos e em 2018 contou com a participação de mais de 4.100 profissionais do segmento, em diversos países.

A Worldwide Survey Of Fitness Trends apresentou 40 diferentes plataformas de saúde, que foram colocadas em ordem de importância e grau de adoção entre os profissionais entrevistados.

28% deles é Personal Trainer.

A ideia é antecipar o que mais vai aparecer neste ano nas academias, aulas, conteúdo e treinamento. O texto completo da pesquisa você acessa neste link – é também possível baixar um PDF com o estudo completo, na própria página.

Em alta

Apontado como grande prática para 2018 está o estilo de treinamentos HIIT, despontando como primeiro colocado, entre as modalidades de exercícios.

Em segundo lugar está o treinamento em grupo. Atividades coordenadas entre grupos de amigos, com dinâmicas de integração parecem ganhar espaço na motivação para uma vida mais saudável.

Em terceiro lugar, tecnologia. A chamada Wearable Tech – ou tecnologia vestível – ganha importância para os profissionais da área. As novidades do mercado como smart watches, roupas inteligentes e tênis conectados oferecem um importante complemento de informação aos exercícios.

Smartwatches são tendência fitness

 

Smartwatches são tendência no auxilio a exercícios

Em baixa

Ainda na área de tecnologia temos uma das maiores tendências em baixa para 2018: os aplicativos de exercícios. Se por um lado os aparelhos e vestimentas ganham espaço, os aplicativo caíram da 17para a 26a posição neste ano.

Hipótese: os celulares estão perdendo espaço para os relógios como parceiros ideias dos exercícios e mais, os aplicativos têm dificuldade em reinventar ferramentas. É sempre o mais do mesmo.

Outra prática em queda é o Exercício como Remédio O conceito despencou 5 posições, entre 17 e 18, passando de 7o para 12o item de maior apreço entre os profissionais de saúde. Parece que o equilíbrio entre terapias de tratamento volta a ter importância.

Confira a lista completa com as práticas mais citadas pelos profissionais de qualidade de vida pelo mundo. Você faz parte de alguma destas tendências?

 Top 20: Tendências Fitness 2018

  1. HIIT
  2. Treinamento em grupo – aulas coletivas
  3. Wearables
  4. Treinamento com peso corporal
  5. Treinamento de Força
  6. Profissionais de fitness educados, certificados e experientes.
  7. Yoga
  8. Personal Training
  9. Programas para terceira idade
  10. Treinamento funcional
  11. Exercício e perda de peso
  12. Exercício é remédio
  13. Personal Training em pequenos grupos
  14. Esportes ao ar livre
  15. Flexibilidade e mobilidade usando rolos
  16. Licenciamento para profissionais de fitness
  17. Treinamento em circuitos
  18. Wellness Coaching
  19. Exercícios de Core
  20. Treinamento esportivo

HIIT é a principal tendência entre os profissional da área

 

HIIT é a principal tendência entre os profissional da área

Fonte:http://www.webrun.com.br/blog/pesquisa-aponta-tendencias-para-o-mercado-fitness-em-2018/

Cadastre o seu e-mail!
Receba gratuitamente as atualizações do Blog.

]]>